A obesidade realmente mata?

10 Jan 2011

A propaganda anti-gordura é bem clara: obesidade mata! E a maioria das pessoas tem a impressão de que o gordinho não é um ser humano saudável E, nem sempre, isso é verdade!

Muitas pessoas com IMC para baixo peso, por exemplo, carregam consigo muitas doenças, mas o que mais importa nesse quadro todo é se o organismo está em fome oculta.  Isto é, uma deficiência de nutrientes que são protetores ao organismo, é uma carência não explícita (não aparente), sendo atualmente identificada como o problema nutricional mais prevalente no mundo. Neste estado, os estoques de vitaminas e minerais diminuem silenciosamente, sem apresentar sinais e nem sintomas, os quais, só ficam evidentes, quando o estágio fica um pouco mais grave. Um exemplo de fome oculta no Brasil é a anemia ferropriva (= por deficiência de ferro). Não basta apenas comer, matar a fome, o apetite, é preciso nutrir as células.

Nosso organismo é composto por trilhões de células, que precisam ser nutridas para manterem sua função fisiológica normal e esperada. Com um alimentação pobre em nutrientes e rica em fast food, guloseimas, porcariadas, muitas vezes, você alcança suas necessidades calóricas, mas a fome oculta permanece, pois os nutrientes primordiais não vieram!

Em relação à obesidade, diversos estudos mostram relação com aumento do risco de desenvolvimento de câncer, hipertensão, doença cardíaca, etc… Mas isso não acontece com os obesos exclusivamente. O sedentarismo, hoje, associado ao estresse e péssimos hábitos alimentares é o que aumenta, em qualquer pessoa, o risco de desenvolver algum problema de saúde. Não precisa ser gordinho pra estar ou ser doente.

Pesquisas indicam que a resistência a insulina aparece antes do ganho de peso, e que essa resistência levará a facilidade em ganhar de peso e ao diabetes, e não sempre o contrário: de que a obesidade leva à resistência a insulina é a obesidade.

Hipertensão, doenças do coração e diabetes podem ser tratadas com um estilo de vida mais saudável, independente se o indivíduo estiver abaixo ou acima do peso. O problema dessa divulgação em massa de que a obesidade mata leva a conceitos errôneos de que toda gordura “é do mal”, e de que estar no considerado peso ideal é muito mais importante do que qualquer caminho saudável que se deve focar pra uma mudança no estilo de vida.

Ué, se a gordura corporal realmente causa tantos problemas, e até a morte, porque tudo não se resolve com uma lipoaspiração? Porque sabemos que isso é ridículo, e o que diminui risco de desenvolver doenças é estilo de vida como um todo, e não somente a gordura ali instalada.

É preciso mudar a cabeça, se reeducar quanto a uma alimentação mais saudável e aprender que atividade regular não é aquela feita somente aos finais de semana, e horas a fio. Não, não sou a favor do sobrepeso e muito menos da obesidade, mas manter o foco apenas no peso em si é pura distração, que não vai resolver os problemas!

Consumir alimentos que realmente nutram seu corpo, dentro de um cardápio saudável,  não ficando tão ligado em questão calórica dos alimentos, e sim, no processo todo de mudança no estilo de vida, foco na nutrição celular, manter-se ativo e controlar o estresse: isso sim é a chave para sua saude e felicidade.

Voltando à pergunta inicial do post, acredito que a ignorância vai nos matando aos poucos.

Pense nisso, comente o post, repasse aos amigos e familires e FELIZ 2011!

Comentários

Ainda não há comentários.

O envio de comentários está fechado.