Disbiose Intestinal

03 Mar 2010

O intestino humano abriga cerca de 100 trilhões de microrganismos, a chamada microbiota intestinal ou “flora microbiana”, dentre os quais, cerca de 400 espécies de bactérias apresentam importância vital para a saúde.

Um desequilíbrio dessa leva a mudanças no organismo, como:

  • Mau funcionamento intestinal;
  • Má absorção de nutrientes;
  • Desvitalização do organismo;
  • Problemas estéticos como retenção de líquidos, celulite, queda de cabelo, etc;
  • Pode levar a problemas emocionais como depressão, diarréia e constipação, síndrome do intestino irritável, alergias, intolerância alimentar como à lactose, doenças inflamatórias intestinais, candidíase de repetição, e até câncer – isso porque as bactérias intestinais patogênicas “ruins” produzem carcinógenos poderosos.
  • Alguns fatores que propiciam a disbiose intestinal:
  • Tudo começa no parto: extensamente documentado que crianças nascidas de parto cesário têm conteúdo de bactérias “boas” como lactobacilos e bifidobactérias significativamente inferior ao das crianças nascidas de parto normal;
  • Crianças amamentadas exclusivamente ao seio apresentam um conteúdo de probióticos, as bactérias “boas” muito superior em seu intestino, bem como menor numero de diversas bactérias patogênicas, asbactérias “ruins”;
  • Estresse físico e emocional;
  • Uso de antibióticos e antiinflamatório;
  • Mastigação incorreta;
  • Alimentos refinados e excesso de gordura;
  • Alergias e intolerâncias alimentares, que muitas vezes a pessoa desconhece;
  • Próprio envelhecimento;
  • Consumo de aditivos, corantes, adoçantes, etc.

Portanto, reveja sua alimentação, consulte sempre seu Nutricionista, e tenha um intestino mais saudável!

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.





Memorizar dados