Princípios ativos magistrais e fotoproteção oral

01 Nov 2013

Com a chegada da época mais quente do ano, é importante começarmos a pensar sobre a prevenção de manchas e queimaduras dadas pela maior exposição solar. Saiba que existem compostos (na dieta e em suplementos) que podem lhe ajudar. Consulte sempre seu Nutricionista e Dermatologista, e mantenha uma pele saudável e radiante!

Polypodium leucotomos

  É uma planta originária da América central, também conhecida como anapsos, apresenta propriedades antiinflamatórias, supressora de citocinas e inibidora de leucotrienos. Seu extrato contém uma mistura de fotoquímico com alta capacidade antiinflamatória e antioxidante, e muito utilizada para auxilio na fotoproteção da pele.
Segundo o Journal of American Academy of Dermatology, a administração oral de P. leucotomos (7,5 mg/kg) protege a pele dos danos causados pela exposição aos raios UV E esses efeitos a curto prazo podem ser transgredidos a um efeito de prevenção a longo prazo, prevenindo fotoenvelhecimento e fotocarcinogênese. Além do clássico uso em fotoproteção, o extrato também é indicado para psoríase, dermatites e prevenção do fotoenvelhecimento. Como tudo que sempre cito aqui, nada carece de contra indicações e precauções: o uso do Polypodium pode induzir a hiperglicemia em pacientes diabéticos, e úlcera gastroduodenal. Não se tem estudos realizados sobre sua segurança na gravidez e lactação, ok? E também há algumas interações medicamentosas, por isso, consulte sempre um profissional antes de fazer o uso.

Cardus marianus extrato seco (Silybum marianum L.)

  Mostrou ser eficaz em reduzir o estresse oxidativo induzido pelos raios UVA-B em modelos de animais experimentais, e atenuou fotocarninogênese.

  Deve ser usados com precaução em pacientes diabéticos ou usuários de medicação para controle de glicemia.

  Chá verde

  Além do consumo do chá verde na dieta, seu extrato padronizado em farmácia e consumido em forma de cápsulas pode proteger a pele contra radiação dos raios UVB e melhorar qualidade da pele. Os componentes do chá verde incluem cafeína, polifenóis, elementos traço, antocianidinas e ácidos fenólicos.

  Os efeitos adversos são predominantemente as mesmas dos efeitos adversos da cafeína (piora da qualidade de sono, dor de estômago em pessoas sensíveis, etc). Quem tem estoques de ferro baixo no corpo ou uma dieta pobre em ferro, pode ter anemia com o consumo do chá verde. Por isso, nada de abusar do consumo sem antes consultar um profissional qualificado.
Ajustes na dieta e quem sabe, em forma de suplementação magistral (feita em farmácia de manipulação) podem te ajudar muito com a fotoproteção oral. E claro, além do consumo do famoso suco de laranja, beterraba e cenoura, que rico em vitamina C e betacaroteno, protege sua pele e ainda dá um bronzeado duradouro e mais uniforme. Use filtro solar, tome sol com moderação e não esqueça de se hidratar muito bem!

Referências bibliográficas

  1. Heinrich U, Moore CE, De Spirt S, et al. Green tea polyphenols provide photoprotection, increase microcirculation, and modulate skin properties of women. J Nutr. 2011 Jun; 141(6):1202-8.

2. Gonzalez S, Gilaberte Y, Philips N. Mechanistic insights in the use of a Polypodium leucotomos extract as an oral and topical photoprotective agent. Photochem Photobiol Sci. 2010 Apr;9(4):559-63.

3. Middelkamp-Hup, M. A. et al; “Oral Polypodium leucotomos extract decreases ultraviolet-induced damage of human skin”; J Am Academy Dermatol 2004, dec., 51(6): 910-918

 

 

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.





Memorizar dados