Risoto de arroz integral, bardana e castanha do Pará

28 Out 2014

Em minha viagem ao Japão tive a oportunidade de comer bardana todos os dias! Essa raíz, muito comum por lá você, encontra aqui também, e na Liberdade (bairro em SP) tem de monte! Você pode fazer em casa refogadinho com shoyo (uso o macrobiótico) e gergelim, e até em forma de chá. É super leve, pobre em calorias, rica em fibras, ajuda a prevenir cálculos renais, ajuda no balanço hormonal, e possui propriedades antiinflamatórias e fungicidas.

Ingredientes

  • 1 xícara(s) de chá de arroz integral (gosto do cateto vermelho)
  • 3 xícara(s) de chá de água (2 1/2 para cozinhar o arroz, e 1/2 xic. para cozinhar a raiz de bardana picada)
  • 1/4 xícara(s) de chá de castanha do Pará cortada em pedaços
  • 1 colher(es) de sopa de shoyo (gosto do macrobiótico)
  • 2 colher(es) de sopa de azeite de oliva extravirgem
  • 1 xícara(s) de chá de raiz de bardana cortada em meia lua (cuidado para não se cortar, ela é muito delicada, você verá!)
  • 1 colher(es) de sopa bem cheia de gergelim
  • Sal a gosto

Instruções

Cozinhe 1 xic. de arroz cateto com 1 1/2 xic. de água, em panela de pressão e reserve. Toste o gergelim em uma frigideira e reserve.
Refogue a bardana no azeite em uma panela alta. Adicione a 1/2 xicara de cha de água restante e deixe até que a bardana fique cozida (aproximadamente 10 minutos).
Acrescente o arroz integral já cozido, shoyo e prove se precise de mais sal.
Sirva com a castanha do Pará moída e o gergelim torrado

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.





Memorizar dados