SHBG e testosterona plasmática

27 Dez 2014

Você já fez exame de SHBG (globulina ligadora de hormônio sexual) quando seu médico de pede uma bateria hormonal? Lembra se o resultado foi maior do que o nível de referência? Pois bem, saiba que seus resultados na academia, bem estar geral e até libido, estão ligados com os níveis desse hormônio!

A testosterona e estradiol circulam na corrente sanguínea, ligados principalmente à uma proteína chamada SHBG e, em menor medida, a albumina sérica. Só uma fração muito pequena de cerca de 1-2% é desvinculada, ou ” livre”, e, portanto, biologicamente ativo e capaz de entrar na célula e ativar seu receptor. Portanto, quando os hormônios são ligados ao SHBG, o mesmo inibe a função destes hormônios. Assim, a biodisponibilidade de hormônios sexuais é influenciada pelo nível de SHBG.

Aumentar ou diminuir esse hormônio pode impactar diretamente na quantidade de hormônios livres ativos no seu corpo, como a testosterone. E você precisa conhecer alguns fatores que podem aumentar ou diminuir o SHBG.

Fatores que aumentam o SHBG: Gestação Hipertireoidismo e administração exógena de tiroxina (e saiba que alguns termogênicos importados já foram identificados com o acréscimo desse hormônio) Administração exógena de estrogênio (como com o uso de alguns anticoncepcionais) Dieta muito pobre em gordura Dieta vegetariana mal elaborada Cortisol elevado

Fatores que diminuem o SHBG: Obesidade, particularmente a visceral Testosterona IGF-1 GH (hormônio do crescimento) Prolactina Cortisol Exercício físico

Consulte sempre seu Nutricionista e seu Médico e ajuste sua parte hormonal pra obter melhores resultados com a dieta e o plano de treinamento.

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.





Memorizar dados