Para quem não abre mão de comer um chocolate, mas com toque funcional. Esse vai cereal integral sem açúcar e usei cramberry desidratada. Com uva passa também fica uma delícia. Amêndoas laminadas podem ser trocadas por nozes picadinhas. Delicie-se, mas com moderação.
Delicioso e energético: mata a vontade de comer doce, e fornece proteína e gorduras saudáveis do amendoim!
Algas são super nutritivas! Fazem bem ao cabelo, pele e unhas. Versão para quem não come proteína animal, já que a gelatina comum é feita com colágeno bovino. E por conter fibras, ajuda no funcionamento intestinal, e também dá saciedade. Combata sua vontade de comer doce com essa gelatina!
Esse pudim fica com um gostinho suave de maracujá, e com pedacinhos de quinua! Testem e surpreendam as visitas.
Versão saudável do arroz doce tradicional, esse é feito com arroz preto, um alimento mais exótico e que contém cerca de 20% mais proteína, 30% mais de fibras, e menor conteúdo de gordura e valor calórico que o arroz integral. E também é mais rico em compostos fenólicos que são benefícios à saúde humana, pois são substancias que previnem o envelhecimento por seu poder antioxidante. Ótimo para ser servido no café da manhã (como é feito em muitas regiões do sudeste da Ásia) e para crianças, como opção de lanche saudável.
Quem disse que vegans não se divertem?
Aproveitando meu aniversário que passou em 19/08, decidi testar uma receita de brigadeiro de frutas secas, e realmente ficou uma delícia! Usei cacau em pó orgânico, mas também pode ser feito com chocolate em barra ralado grosso (quanto mais amargo, melhor! Lembrando que, nesse caso, por vezes acompanha leite de vaca como um dos ingredientes do chocolate em barra). Provavelmente farei a mesma receitinha com as crianças na escolinha onde presto consultoria, e acredito que será muito divertido. Para essa receita é indispensável o uso de um processador de alimentos, ok?