Dieta e horário de verão

21 Out 2012

Dê uma força no reequilibrío de seu corpo no horário de verão. Dormir 1 hora a menos repercute na produção de alguns hormônios, que pode levar ao cansaço, mal humor e preguiça ao longo do dia, além da queda de performance física. Para ajudar nisso tudo e amenizar o problema, alguns alimentos podem ajudar, como os ricos em triptofano, cálcio, vitaminas do complexo B e magnésio, que ajudam na formação da serotonina, fundamental pra uma noite de sono regenerativa e bem estar matinal, e considerado um sedativo natural ao cérebro.

Nas primeiras semanas do horário de verão, evite ficar muito tempo na frente do computador no período noturno. Busque atividades relaxantes, aromatize seu ambiente com óleo essencial de lavanda, de laranja doce ou azeda (use o difusor elétrico específico) e mantenha-se sempre bem hidratado ao longo do dia (a desidratação piora a qualidade de sono). Evite também bebidas estimulantes como chá preto, chá mate, chá verde, café e refrigerantes, até que seu corpo se acostume com todas as mudanças. E maneire no chocolate também!

Alguns fitoterápicos têm sido relatados como possíveis formas de tratamento da insônia e da ansiedade, e podem ajudar nesse ajuste metabólico que estou falando. É o caso da valeriana, que pode ser consumida em forma de chá, associada a outras ervas, já que seu sabor é amargo. Camomila, maracujá/passiflora, capim limão e chá de melissa são ótimos para se associar, e com efeito sinérgico. Que tal tomar um chá dessas ervas antes de dormir?

Cuidado com refeições ricas em proteínas e gorduras antes de deitar. Além de pesar na digestão, refeições muito protéicas podem carrear muita tirosina, aminoácido estimulante que deixa a mente  mais em alerta, algo que literalmente você não quer antes de dormir, certo? Refeições leves e de pequenos volumes são sempre bem vindas.

Um bom exemplo para comer antes de dormir é iogurte/leite (fonte de triptofano e de cálcio), aveia/granola (fonte de magnésio e complexo B) e mel, que por ser fonte de carboidrato de alto índice glicêmico, ajuda na entrada mais rápida da serotonina no cérebro. Se você é vegetariano, bater leite de amêndoas (rico em cálcio e magnésio) com quinua (rico em complexo B e tripftofano), melado de cana (fonte de carboidrato) e pitada de canela (que ajuda a proporcionar bem estar), pode ser uma boa pedida antes de dormir. Pasta de amendoim ou de amêndoas com bolachas de arroz integral sem glúten ou torradas integrais, para acompanhar com chás citados, também pode ser uma alternativa gostosa e funcional.

E se você treina a noite, atente-se ao consumo de BCAA no pós-treino. Os BCAAs competem com a entrada de triptofano no cérebro, e se você já tem dificuldade para dormir, atente-se a essa estratégia nas primeiras semanas do horário de verão, pois pode atrapalhar ainda mais sua adaptação.

E o glutamato monossódio presente na maioria dos shoyos, comida congelada, temperos prontos industrializados, podem ser altamente excitatórios para os mais sensíveis. Leite o rótulo de tudo e evite consumi-lo! Assim como bebida alcoólica: algumas pessoas relatam que ,pequenas doses, ajuda a relaxar, mas pode prejudicar a manutenção/qualidade do sono. Cuidado!

Lembre-se: você precisa bater um papo com seu Nutricionista antes de realizar qualquer mudança em sua dieta, ok?

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.





Memorizar dados