Diminuindo a formação de gases, a flatulência

05 Out 2009

A flatulência nada mais é do que a formação de gases intestinais, que muita vezes além de incômoda, pode ser embaraçosa, além de dar a sensação de barriga estufada.

Suas causas podem ser intolerâncias alimentares, sendo as duas mais comuns a intolerância ao leite e ao glúten, proteínas presente no trigo, centeio, cevada e aveia.

Mesmo não tendo as intolerâncias diagnosticadas, muitas vezes a introdução de dieta de destoxificação, retirando esses alimentos, ameniza bastante o problema.

Atente-se ao consumo de:

  • Leite de vaca & derivados: a lactose (= tipo de açúcar presente) é uma causa comum de gases.
  • Alguns vegetais já famosos: cebolas, repolhos, cenouras, brócolis, couve flor e leguminosas (feijão, ervilha, soja) podem aumentar a produção de gases intestinais.
  • Frutose:um consumo excessivo de frutas açucaradas como uva passa, bananas, maçãs e seus sucos, assim como o uso do adoçante a base de frutose, podem causar gases.
  • Fibras:importantes para o bom funcionamento do intestino, em excesso ou quando não habituado a uma grande quantidade, podem produzir gases e causar má digestão. Não se esqueça que um consumo elevado de fibras deve ser acompanhado por um consumo apropriado de líquidos, especialmente água!
  • Adoçantes artificiais: utilizados para adoçar chicletes e outros produtos diet podem, inclusive, causar diarréia. Os mais comuns são sorbitol, manitol, e xilitol.
  • Alimentos gordurosos:batatas fritas, carnes gordas e molhos a base de óleos ou maionese podem causar gases e diarréia.
  • Bebidas com gás: refrigerantes, cerveja e água carbonatada aumentam o conteúdo de gases no estômago, aumentando a flatulência.

Vale ressaltar que a constipação intestinal, relacionada a evacuação insatisfatória, esforço excessivo para evacuar, evacuação incompleta e fezes endurecidas pode provocar flatulência também, sendo necessário a correção desse problema. Sem tratar a causa, dificilmente apenas diminuindo ou limitando o consumo desses alimentos citados você resolverá o problema.

Cuide de sua dieta e viva mais feliz, com menos gases!

 

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.





Memorizar dados