Leite de vaca para osteoporose?

30 Set 2010

A osteoporose é uma doença progressiva e crônica que compromete a estrutura óssea, provocando enfraquecimento da matriz protéica, o que dificulta o depósito de cálcio. Essa palavra tem origem latina, que significa ossos porosos.

Vários fatores podem interferir no metabolismo ósseo, entre eles: fisiológicos, hormonais e nutricionais. Atinge mais as mulheres, especialmente nas fases de climatério e menopausa.

É comum pensarmos apenas em cálcio quando se trata de osteoporose, mas os estudos vão longe. É preciso haver equilíbrio de muitos nutrientes, como: vitamina D, silício, magnésio, boro, manganês, dentre outros.

Estratégias para diminuir toxinas alimentares (álcool, metais tóxicos - o acúmulo de alumínio, por exemplo, pode levar à osteoporose), evitar consumo excessivo de gorduras, sal e proteína animal, também fazem parte da prevenção e do tratamento de pessoas que sofrem com a osteoporose.

Uma das maiores fontes de cálcio na dieta, sem duvida, é o leite de vaca (e seus derivados); porém, o nutricionista irá avaliar se o consumo desses alimentos é realmente interessante pra você, e balanceá-los dentro de sua dieta. O leite de vaca é uma proteína de origem animal e o excesso pode ser prejudicial ao osso. Explico: o consumo excessivo de qualquer proteína animal acidifica o pH sanguíneo, sobrecarregando os rins. Assim, o consumo excessivo de leite e seus derivados pode aumentar a excreção urinária de cálcio (perde-se cálcio pela urina), piorando o quadro da osteoporose.

Por isso, leite e seus derivados podem NÃO ser as melhores fontes de cálcio na sua dieta, especialmente em presença de disbiose, que acaba tenho prejuízo em absorção de muitos nutrientes! Temos que levar sempre em consideração a individualidade biológica e bioquímica, que é um dos princípios da Nutrição Funcional.

Para os intolerantes á lactose (açúcar do leite) e alérgicos a proteína do leite de vaca, o Nutricionista irá balancear a dieta (podendo fazer uso também de suplementos alimentares) para equilibrar essa ingestão de cálcio (e de outros nutrientes importantes para a fixação de cálcio pelo osso) sem a presença desse alimento ou de seus derivados como iogurte, queijos, etc.

Boas fontes de cálcio de origem vegetal: brócolis, couve flor, amêndoas, gergelim e sua pasta (tahine), figo desidratado, dentre outros.

Sozinho o Cálcio não faz milagre! Aliás, suplementar cálcio em mulheres menopausadas mostrou riscos maiores de problemas cardiovasculares nessas mulheres! Diminuir drasticamente o consumo de doces e álcool é fundamental pra melhorar a saúde óssea como um todo.

Atividade física regular, como a musculação é importante para manter a saúde óssea! Converse com seu educador físico e ajuste seu treino.

Consulte sempre seu Nutricionista e viva a individualidade bioquímica!

Comentários

Ainda não há comentários.

O envio de comentários está fechado.