Tratando rinite com auxílio da Nutrição Funcional

15 Set 2010

Quem não sofre com rinite certamente conhece alguém que sofre com nariz pingando, entupido, coçando, rodeada de lenços e até com sensibilidade nos olhos.

Espirros e irritabilidade nervosa geralmente estão associados ao quadro também.

A rinite é uma doença extremamente comum, que ocorre com mais freqüência no inverno, outono e primavera.

Saiba que o abuso de leite de vaca, seus derivados e similares, podem ser péssimos alimentos, especialmente nas fases agudas. O leite possui uma quantidade muito grande de macromoléculas que conseguem atravessar  a mucosa intestinal com disbiose (=desequilibro da flora intestinal e de sua parede) provocando uma reação do organismo no sentido de combatê-las, pois são entendidas como antígenos (substâncias estranhas ao organismo), necessitando ser eliminadas. As reações subseqüentes desencadeiam aumento de produção de MUCO. E isso se deve às proteínas encontradas no leite de vaca que passam à circulação, sem serem devidamente digeridas (dentre outros alimentos que podem estar fazendo mal à quem sofre da doença).

Teoricamente a manteiga não causaria os mesmos problemas dos outros derivados do leite por ser composta basicamente de gordura, tendo na sua composição ácido butírico que ajudaria até a prevenir crescimento de fungos e cândida. O problema muitas vezes está na PROTEÍNA DO LEITE DE VACA.

E mais!!!! Diversos estudos comprovaram a relação de alergia tardia, principalmente ao leite de vaca, com otite, dermatite, sinusite, asma, gastrite, enxaqueca, hiperatividade infantil, ansiedade e até mesmo depressão.

Nutrientes como coenzima Q10 (como encontrado na sardinha, brócolis), quercetina (presente na cebola, por exemplo) e alimentos fontes de vitaminas C e E devem fazer parte do tratamento para uma melhora do quadro (provavelmente uma suplementação sob supervisão nutricional será bem vinda), além da possível diminuição ou exclusão das proteínas do leite de vaca da dieta.

Tratamento com probióticos e prebióticos ajudam muito a reverter a disbiose, melhorando todo processo absortivo, impedindo que mais macromoléculas alcancem a circulação, podendo piorar todo quadro alérgico. E o ciclo vicioso continua… Como os doces pioram quadro da disbiose, se você anda abusando das guloseimas vai ter uma piora do quadro da rinite, consequentemente, por agredir ainda mais o intestino e aumentar a produção de muco.

Comece a atentar mais ao que vem comendo, veja o que realmente te faz mal, não “cai bem”, suas sensações nos dias subseqüentes, e conte com seu Nutricionista para te ajudar nessa tarefa.

Envie o post a quem possa interessar. Busque conhecimento e melhora sua qualidade de vida através de hábitos alimentares mais saudáveis e individualizados para seu caso.

Fonte da imagem: http://www.institutoninarosa.org.br/

Comentários

Ainda não há comentários.

O envio de comentários está fechado.